Sessão especial na CMFor apresenta Carta Magna da Umbanda


Lançamento CARTA MAGNA DA UMBANDA em FORTALEZA/CE
Click na foto para ver ou vídeo.

Solenidade apresenta Carta Magna Internacional da Umbanda – Foto: Evilázio Bezerra



A Câmara Municipal de Fortaleza realizou na tarde desta quarta-feira, 15, sessão especial para o lançamento da Carta Magna Internacional da Umbanda. A solenidade, proposta pelo vereador Guilherme Sampaio (PT), evidenciou a importância do documento como uma “proposta em respeito às diferenças e a da construção da imagem pública de uma religião de fato e de direito”, como o requerimento nº 2889/2016.

A Carta Magna Internacional da Umbanda, como descreve o documento, está baseada na legitimação e informação em nível organizacional para entendimento social e religioso, atuando ainda no fortalecimento junto ao umbandistas, além de estabelecer uma linguagem interpretativa para a sociedade em geral. A Carta Magna aborda temas sobre o direito a vida, casamento, idosos na Umbanda, integridade pessoal, orientação sexual e identidade de gênero, dentre outros. Confira a Carta Magna na integra, clique aqui

Vereador Guilherme Sampaio (PT), propositor da solenidade – Foto: Evilázio Bezerra


O vereador Guilherme Sampaio ao fazer referência à Carta Magna da Umbanda chamou a atenção para o momento histórico vivenciado pelo Parlamento de Fortaleza. “É um privilégio para a Câmara Municipal de Fortaleza realizar este momento, fazendo a divulgação e discussão da Carta Magna”, destacou.

O parlamentar evidenciou ainda a importância de debates com foco na intolerância religiosa, reforçando o direito de cada cidadão expressar a sua religiosidade. “A solenidade representa o respeito e o reconhecimento à Umbanda. A CMFor deve respeitar e valorizar todas as expressões religiosas”, apontou Guilherme Sampaio frisando a laicidade do poder público.

O presidente do Superior do órgão de Umbanda de São Paulo e da Federação Espiritualista Reino dos Orixás (FERO), Pai Varelo ressaltou os diversos debates e vivencias que contribuíram para a construção da Carta Magna. Destacando as diretrizes do documento, Pai Varelo reforçou a união da Umbanda e da responsabilidade das autoridades no fortalecimento da mesma como expressão religiosa. Agradecendo o reconhecimento da CMFor, o umbandista salientou a força da sua comunidade. “A Carta Magna mostra que somos um povo trabalhador, que não caminha só, e que o respeito a hierarquia é importante”, afirmou.

Estiveram presentes no evento a coordenadora especial de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial do Estado do Ceará, Zelma Madeira; o coordenador de Políticas e Promoção a Igualdade Racial de Fortaleza, Cristiano Pereira; o advogado Robson Sabino da Comissão de Liberdade Religiosa da OAB/CE. A solenidade contou com a participação de várias comunidades da Umbanda: Associação Cultural Afro-brasileira Pai Luiz de Aruanda – Mãe Bia, Associação São Miguel – Pai Juliano, Centro Espírita Umbanda São Jorge Guerreiro – Mãe Netinha, o Centro Cultural Rainha da Justiça – Pai Raimundinho Dente de Ouro, Associação Cultural Amigos do Zé – Paulo Mandú, e o Templo de Umbanda Filhos da Luz do Cacique Pena Branca em São Paulo, representado pelo Pai Dinho Cáceres, Pai Ricardo – Diretor Regional do Movimento Político Umbandista.


Sessão especial na CMFor apresenta Carta Magna da Umbanda Sessão especial na CMFor apresenta Carta Magna da Umbanda Reviewed by OGAM MARIANO DE XANGÔ on março 17, 2017 Rating: 5

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

Quero fazer um pedido para vocês que se conectam com o nosso Blog.
Deixem seus comentários, pedidos e opiniões para que nosso blog fiquem cada vez mais atualizado para você, com bastante conteúdo quero que vocês nós ajudem,

E vocês de Axé se quiserem postar uma cantiga também será bem recebido.

Vamos fazer do blog um lugar informativo ao povo de Axé.
Obrigado!!!
e Axé a todos!!!!

Oração a Pai Xangó

Blogger news