Mariano de Xangó

LightBlog

Breaking

06 dezembro 2012

Babalorixá Diego de Odé



Salve, salve a todos leitores,

Há algum tempo já não escrevo, mas não é falta de vontade, é falta de tempo mesmo. Muitas coisas estão acontecendo na minha vida, coisas boas e outras nem tanto assim. Semana passada foi a iniciação da minha irmã, Manuela de Oyá e Guiã, iniciada por mim aos dois anos de idade, foi um momento mágico na minha história, sou grato ao orixá de me dá esse presente.

Para quem acompanha meu blog e meu face, não é novidade o que aconteceu no ilê axé, onde houve uma enchente que deixou Itapevi de baixo de água, mas com fé e coragem eu e os filhos do axé colocamos tudo de volta nos seus devidos lugares, a cada igbá que eu levantava, cada quartinha, me veio a reflexo de que, mesmo que o nosso assentamento, seja importante, ainda sim, o verdadeiro igbá do nosso orixá, somos nós. Esse é o sentido de toda a iniciação e a preparação, é para que sejamos capazes de levar o orixá conosco, contudo sendo seres humanos, ainda precisamos de uma representação física, para acreditarmos, fico pensando que se nossa fé fosse o bastante, nem precisaríamos de igbá. Outra coisa que vem me deixando feliz é a quantidade de gente do bem que está entrando para o axé, filhos com garra, com fé, isso me motiva muito.

No ilê axé como sempre muitas emoções, no meio de tudo isso, eu pude ver quem são os verdadeiros filhos do axé, quem esteve do meu lado, já tem gente que nem merece ser chamado de Omo-orixá, pois nem saber como ficou a casa quis, para esses nem tenho nada a deseja, afinal para mim nem existem, apesar de ser zelador, ou humano, e meche comigo mas não trata o santo como se fosse nada, nem sei porque essas pessoas fazem o santo. E nem vou falar de “página” que tá se sentindo “capítulo”, quer sair da casa, não precisa ficar criando causo, nem fofoquinha, quem me conhece sabe que eu odeio esse tipo de coisa.

Para concluir, deixou meu super abraço a todos leitores e meu agradecimento por todo carinho que recebo das redes sociais, estou ausente, não é por vontade e sim por necessidade, O Egbé L’ajô está crescendo e com isso nosso comprometimento também aumenta.

Até mais!

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

Quero fazer um pedido para vocês que se conectam com o nosso Blog.

Deixem seus comentários, pedidos e opiniões para que nosso blog fiquem cada vez mais atualizado para você, com bastante conteúdo quero que vocês nós ajudem,

E vocês de Axé se quiserem postar uma cantiga também será bem recebido.

Vamos fazer do blog um lugar informativo ao povo de Axé.
Obrigado!!!
e Axé a todos!!!!

Radio Sensorial Fm

Nosso Canal no youtube