Mariano de Xangó

LightBlog

Breaking

12 novembro 2012

A pemba é um dos elementos mais importantes para um terreiro


A pemba é um dos elementos mais importantes para um terreiro e todo o trabalho espiritual e magístico que ele realiza. É usada em assentamentos, firmezas, pontos riscados pelas entidades e cruzamento de médiuns para determinados trabalhos. Pode ser usada em forma de pó ou no tradicional formato ovalado conhecido de todos os frequentadores da Umbanda. Não existe um ritual dentro do terreiro em que a pemba não seja usada. 

Quando utilizada para pontos riscados abrange vibrações específicas através de suas cores. A cor branca é predominante para esse uso, pois sua energia é harmonizadora e passiva. A entidade, através de seu ponto riscado com a pemba, identifica-se perante o terreiro. Esse ponto é uma assinatura astral onde as principais características da entidade são demonstradas e pode-se dizer que se trata de sua carta de apresentação. Nele podemos encontrar a linha, a vibração e a origem astral do espírito em terra, além de servir como captação de forças para o ritual umbandista. 

As pembas coloridas têm outros tipos de vibração e devem ser usadas com cuidado por quem realmente sabe o que está fazendo, já que são quase que exclusivamente reservadas para traçados de símbolos sagrados. Suas vibrações atuam energeticamente nos campos de atuação dos orixás e por isso requerem conhecimento e respeito para um bom resultado no trabalho a que se destinam. 

Os pós de pemba são utilizados para descarrego e energização dos médiuns e consulentes e cumprem a função de limpar e descarregar o ambiente do terreiro dos miasmas e negatividades que porventura acumularem-se durante o trabalho. 

Apesar de termos consciência que as pembas industriais, em sua maioria, nada mais são que pó de gesso, devotamos nossa fé e segurança nesse amuleto, já que elas sempre são cruzadas pelas entidades chefes de terreiro. A feitura da pemba original é de difícil processo e poucos dirigentes têm o tempo, o material e até mesmo o conhecimento adequado para moldá-las. Então as industrializadas atualmente ocupam a grande maioria das casas de Umbanda, o que não invalida os trabalhos e rituais preparados com elas.

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

Quero fazer um pedido para vocês que se conectam com o nosso Blog.

Deixem seus comentários, pedidos e opiniões para que nosso blog fiquem cada vez mais atualizado para você, com bastante conteúdo quero que vocês nós ajudem,

E vocês de Axé se quiserem postar uma cantiga também será bem recebido.

Vamos fazer do blog um lugar informativo ao povo de Axé.
Obrigado!!!
e Axé a todos!!!!

Radio Sensorial Fm

Nosso Canal no youtube